A DOR QUE MACHUCA É A DOR QUE ENSINA.

POR MAIS QUE CHORES E SOFRAS SEMPRE HAVERÁ UMA SAÍDA.

O TEMPO MUDA AS PESSOAS, MAS AS PESSOAS MUDAM COM O TEMPO.


ELMAR - O CONSELHEIRO CERTO PARA AS HORAS INCERTAS.


25/07/2010

NOSSO INTERIOR



É comum ouvir-se que embora o corpo envelheça, no espírito se conserva a juventude. Isto é uma obviedade incontestável, porém, as interpretações que algumas pessoas dão a este pensamento vão, às vezes, da desinformação até o ridículo.

Assim, por exemplo, existem os que compreendem essa juvenilidade mental tão somente como uma despreocupação com os valores mais altos da nossa vida, e que são aqueles justamente que lhe dão sentido. Não raro, pessoas já avançadas em anos, assumem atitudes próprias dos que ainda são jovens fisicamente, as quais, para eles, já mais ‘deteriorados’ neste aspecto, pela natural ação do tempo, somente os abobalha aos olhos dos outros e dos seus, surrupia-lhes a condição de conhecerem sua genuína identidade.

Lembra o Eclesiastes que ‘que para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo do céu’. Tenho a impressão de que essa pseudo juvenilização mental que supervaloriza o corpo, pode levar algumas pessoas a um certo estado de confusão que as faz perder de vista, por vezes, o conhecimento do seu próprio eu.

Conservar a saúde espiritual não consiste em assumir para os outros ou para si mesmo, atitudes inadequadas à própria idade. Parece-me que melhor seria conservar intacta a serenidade do próprio espírito e, isto sim, procurar que não se apague este fogo interior. É uma bobagem,por exemplo, alguém querer aparentar uma vitalidade física que já não tem mais, como se isto fosse uma atitude salvadora.

O fogo interior, esta sim, é essencial a nossa vida. Mas de onde nos vem este fogo – será mesmo que temos, ele tem algum sentido em nossa vida. Ora, certamente vem a nós de Deus. Esta é uma dedução que está claramente marcada no nosso espírito e que não depende da ciência. Embora esta em nada a contradiga. Quem pensar que esta ‘chama’ está apenas no seu espírito de luta ou em sua vontade de viver, surpreender-se-á ao vê-la extinguir-se aos poucos e dela nada restando em pouco tempo.

Só Deus dá fundamento e razão para o viver espiritual. Porém, se o ser humano equivocar-se quanto a esse reconhecimento e seguir em frente acreditando somente em si mesmo, logo-logo, junto ás cinzas das suas ilusões perdidas, poderá com elas também se perder. Estamos acima do tempo, mas não por nós mesmos senão que pelo dom de Deus.

Viemos de Deus e para ele vamos retornar. Nesta como em outras caminhadas da vida, o orgulhofaz a gente perder a visão da realidade, eis que é a única chave que lhe permite abrir as portas daverdadeira sabedoria, é ser humilde. Perde, então o conhecimento de si. Tudo um dia, eu sei, terminará exceto o espírito que é imortal. Jamais nos será permitido escolher entre o ser e o não ser.

 Bhaysing